Abrão Filho Brasil Avenida Doutor Chucri Zaidan, 1550 16º andar - Conjs.1616; 1617; 1618
CEP: 04711-130 - Chácara Santo Antônio - São Paulo / SP
Abrão Filho USA South Orange Avenue, 300 10º Floor - Suite 1000 (Lincoln Plaza)
CEP: Estados Unidos - 32801 - Downtown - Orlando/FL /
SIGA-NOS
Formulário de Contato
Fale Conosco

Fale Conosco

Nome:

Telefone:

E-mail:

Dúvidas:

Como as reservas cambiais são constituídas?

Publicado no dia: 13/03/2019
Como as reservas cambiais são constituídas?
 

As constantes notícias que informam o recorde no acumulo das reservas internacionais nos fazem pensar:

Conceito de reservas cambiais ou reservas internacionais

Reservas cambiais são o depósito ou acumulo de divisas em moeda estrangeira detidas por um determinado país, estes recursos são acrescidos ou decrescidos perante o saldo positivo ou negativo da balança de pagamentos de uma país, ou seja, o balanço negativo ou positivo entre as importações x exportação ? venda de serviços brasileiros x compra de serviços estrangeiros ? entrada de investimento externo x retorno de investimento externo, saída de capital brasileiro para o exterior, e gastos de estrangeiros no Brasil x gastos de brasileiros no exterior.
 
Acrescimo e decrescimo nas reservas cambiais?

Tomando como base um exportador brasileiro, este exporta sua mercadoria e recebe US$ 1.000,00 por esta exportação, este valor vai para a conta de correspondência do banco doméstico brasileiro junto a um banco (não necessariamente norte americano) mas que possua uma sucursal ou uma instituição financeira bancária sediada nos EUA, afinal, bancos domésticos transitam a divisa REAL (BRL), para tramitar Dólares Norte Americanos(USD) se faz necessário o uso de uma instituição financeira bancária sediada nos EUA.

O banco doméstico brasileiro entrará no mercado interbancário e venderá seus US$ 1.000,00 para um outro banco que possua um importador precisando fazer um pagamento no mesmo importe para o exterior, automaticamente este banco (banco do importador) pagará REAIS para seu Banco, e seu banco lhe creditará (banco do exportador).

O banco do IMPORTADOR agora tem dólares em sua conta no banco correspondente nos EUA, este tem três opões:
  1. Deixar o capita empregado, constituindo sua reserva em moeda estrangeira, e assim terá cobertura para operações cambiais futuras.
  2. Entrar no mercado interbancário e vender a outro banco que tenha um importador correntista com demanda para pagamento internacional.
  3. Vender a moeda para o BACEN: O Bacen comprará esta moeda do banco custodiante, trocando-as por reais (emitindo reais para este banco), desta maneira o banco solicita ao banco correspondente nos EUA o aviso de crédito da moeda estrangeira para a conta no exterior do Banco Central do Brasil (assim se constitui a reserva cambial).

Gestão das reservas cambiais do Banco Central do Brasil

Estão empregadas em títulos de dividas soberanos de curto e longo prazo de países soberanos com baixo grau de risco de crédito.

Há ainda frações depositadas no FMI ? Fundo monetário Internacional e depósitos em OURO. Existem também depósitos em outros bancos centrais, e em contas em moeda estrangeira no exterior de bancos sediados no Brasil.

Os recursos estão empregados de maneira a visar a SEGURANÇA dos depósitos e a alta liquidez caso seja necessário o uso das mesmas.

Rendimento e custo das reservas

O chamado ?custo e carregamento? é a diferença entre o quanto o governo brasileiro paga para captação de investimento estrangeiro (emissão de título de dívida), e quanto os EUA, por exemplo, remuneram os investidores (como o Brasil) que compram seus títulos.

A diferença deficitária se dá justamente pelo grau de risco do país, ou seja, maturidade econômica, estabilidade ou instabilidade política, seriedade dos indicadores econômicos domésticos, equilíbrio fiscal, dentre outros parâmetros.

A queda da taxa básica de juros da economia brasileira, além de diminuir o serviço da dívida, também  diminui o déficit do carregamento das reservas cambiais brasileiras, assim como a queda da cambial faz com que o correlativo em reais das reservas cambiais seja menor.

Conlui-se a alta importância das reservas cambiais, com uma gestão consevadora e sólida como primoridal para a saúde de um páis em vários aspectos, um alto patamar de reservas cambiais, além de ser computado como sinal de mediação para risco de crédito de um país por parte das agências classificadoras de risco, também protege o país contra um ?ataque ou guerra cambial?, ou seja, ações especulativas por parte de players estrangeiros no mercado doméstico.

As reservas cambiais também podem ser utilizadas para importações de insumos básicos no caso de uma fuga de capitais e uma balança comercial deficitária do país em um certo período, bem como, mostram que o país tem condições de honrar os títulos de dívida soberanos que são emitidos para equalizar o rombo corrente das contas públicas.

Autor: Leonardo Abrão
Ver todas as notícias « Voltar